domingo, março 5

Padres passam noite na esquadra

Roubado e... "burro"cratizado!
O Seminário dos Missionários Combonianos, em Viseu, foi assaltado na noite de sábado para domingo. O assaltante forçou uma das entradas do Seminário e, depois de já se ter apropriado de um ecrã de computador, foi surpreendido em flagrante delito.

Esta noite passei-a na esquadra da polícia. Perguntais e bem: "que fez o padre de grave para passar a noite na esquadra?" Nada... ou até muito pouco! Desvendo o mistério:
O seminário onde vivo foi assaltado. Nada de muito grave, à parte de umas portas forzadas e um ecrã de computador roubado. Até aqui nada de muito anormal! O curioso desta história é que um colega meu e um jovem colaborador surpreendem o larápio em plena sala de televisão pronto a fazer o seu trabalho. Logo fui chamado a cena, já depois da meia noite, pelos meus colegas. Abordamos o pobre ladrão. Não era violento, nem tentou fugir (sorte a nossa!). Não estava em posse de nenhum material furtado. Onde o teria metido? Tentou o ladrão convencernos de que só queria passar a noite fria no quentinho de uma casa. Argumentava ser um vádio que não tinha onde reclinar a cabeça! A conversa não nos convenceu. Decidimos passar em revista o resto da casa para logo nos darmos conta do furto do material acima referido. Já chegava de cantigas! Ele havia entrado já uma hora antes. Tinha já posto "a salvo" o precioso material na sua casa, afinal a dois passos aqui do seminário. Chamamos a polícia. O intruso já lhes era conhecido. Depois de muita conversa acabou por confessar que tinha sido ele o autor do furto e logo a policia o levou a sua casa para reaver os bens roubados. Entretanto eram já quase duas horas da manhã. Fomos todos para a esquadra. E agora a razão deste "post":
Entre papeis e mais formulários para preencher no sentido de oficializar a detenção e recuperação do material furtado, assinatura aqui e acolá, saímos da esquadra já depois das 5 da manhã. Ah! E esqueci-me de dizer: tudo estava sendo inserido informaticamente no novo sistema de recolha de dados da PSP, sistema último grito! 3 horas de "burro"cracias!
Resultado: o "amigo do alheio" ficou detido e nós notificados para estar presentes no tribunal amanhã, segunda feira.
Alguns pensamentos soltos depois desta experiência: será que vale mesmo a pena apanhar um larápio em flagrante? E para quê chamar a polícia? Para passar horas na esquadra a formalizar uma detenção? Valerá a pena todo este trabalho para o "fulano" vir cá para fora em dois tempos? E afinal o governo quer tanto entrar na era tecnológica que até a nossa PSP já lá está... e com isso nos faz passar horas a fio na esquadra!
Assim vai o nosso cantinho à beira mar plantado tão lindo e tão "burro"cratizado!

1 Comments:

At 06 março, 2006 19:16, Blogger Malena said...

"Todo interviene para el bien de los que aman a Dios" y por algo e ladronsuelo llego a la casa de los misioneros. las misiones ya no son lugares geograficamente alejados ahora puede ser la casa del venido o mismo a 500 metros del seminario. Animo padrecitos a convertir al rapaz que le hizo pasar la noche en la policia.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home