terça-feira, junho 6

A felicidade também se escolhe!



Esta é uma história que pode ajudar-nos a perceber que a felicidade depende também das nossas escolhas. Aqui vai!

Um dia um casal foi convidado a ir jantar a casa de uns amigos. Já não se viam há uns anos. Encontraram-se, por acaso no shopping centre. Viviam no outro lado da cidade. Deram-lhes as indicações para chegar lá a casa. Escreveram-nas num papel.
No dia indicado, o nosso casal amigo pôs-se a caminho. O marido conduzia. A mulher orientava segundo as indicações. Quase a chegar a casa dos amigos, a mulher dizia ao seu marido para virar à direita, segundo a indicação do papel. Mas o marido, reconhecendo o local, depois de lá ter passado há uns anos, insistia que não era à direita mas sim à esquerda.
- "Ó querido, olha que eles inidicaram-nos que era à direita!"- disse a esposa.
- "Não, não! Estou a recordar-me mesmo e tenho a certeza de que é à esquerda!"- insistiu o marido.
A mulher lá foi insistindo com o marido que as indicações não podiam estar erradas, mas, perante a convicção do marido, disse-lhe para seguir então à esquerda.
Logo de caminho o marido deu-se conta que afinal estava errado. Então questionou a esposa porque razão ela não tinha insistido mais até o convencer que estava errado.
A esposa respondeu-lhe:
"Amor, nós estavamos perto de ter uma discussão desagradável. Iriamos argumentar e estragariamos a noite com os nossos amigos. Chegariamos lá chateados e stressados. Entre ser feliz esta noite contigo ou mostrar-te que eu tinha razão, preferi a primeira hipótese!"

Às vezes para ser feliz também é preciso deixar que o outro tenha a razão, mesmo que não a tenha de facto!
Um dia feliz!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home