terça-feira, abril 18

Nós não merecíamos aquilo, repetia


Encontrei o texto seguinte num blogue "amigo". Achei-o tão forte e ao mesmo tempo tão libertador que quero aqui partilha-lo convosco. Esta é a minha mesma experiência tantas vezes no meu ministério.
Aqui vai! Disfrutem!

Ele veio ter comigo após a Eucaristia da Ceia do Senhor. Lágrima no olho. Comovido. Nós não merecíamos aquilo, repetia. Não éramos dignos. E dava-me um abraço sentido. Eu dava também. São coisas de Deus, repeti para mim. E para ele retorqui que isto faz bem a todos, em especial à minha pessoa. Estávamos a falar da cerimónia do lava-pés. Eu costumo juntar doze homens e lavar-lhes os pés, como Jesus fez aos seus discípulos. Depois de lhos lavar, beijo-lhes o pé. Sei que não faz propriamente parte da cerimónia. Mas lavar pés não custa. Então, para me sentir mesmo servo de Deus para os outros, beijo. Este amigo em tempos, faz já uns anos, conseguiu fazer-me sofrer com palavras injustas, duras. Chamou-me mesmo de nomes. Desistiu das tarefas que cumpria na paróquia. Queria usá-las para ter poder e, discretamente, indiquei-lhe na altura que não eram assim as coisas de Deus. Já passou tudo. Sempre o tratei com o mesmo amor com que antes o tratava. Mas agora surpreendia-me. Não que ficasse numa de sou o melhor, consegui. Mas numa de gratidão para com Deus. Até porque estes dias não têm sido nada fáceis. A minha cruz tem sido pesada. E ontem senti-a mais leve. Esta cerimónia faz-me sempre bem. Faz-me recordar a minha missão verdadeira de sacerdote, o que ajuda a levar qualquer cruz.
A todos os amigos, faço votos de que aprendam com Jesus a levar a cruz. Que olhem a Ressurreição e renovem a sua esperança na vida. Boa Páscoa a todos!

Assim são na verdade as verdadeiras "coisas" em Deus! Obrigado, caro amigo! Para a frente... loucos por amor ao Senhor!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home