terça-feira, janeiro 23

Coisa curiosa... esta das 10 semanas!

Fiquei estupefacto e muito curioso quando ouvi hoje a deputada (do PS) e mandatária do Movimento Voto Sim Sónia Sanfona, afirmar que o que ela defendia era que até às 10 semanas não se deveriam julgar as mulheres que abortem, mas depois dessas 10 semanas já deveria ser considerado crime!
Não resisti a escrever ao email oficial deste movimento a pedir esclarecimentos. Aqui fica a cópia desse email!
Se vamos discutir algo, então sejamos consequentes e lógicos nos nossos argumentos... ou então simplesmente e nobremente concordemos com quem tem razão! Assim Não!

Caros amigos do “Movimento Voto Sim”!
Quero desde já esclarecer que não sou a favor de que se vote sim neste referendo. As razões poderão encontra-las no meu blog, abaixo indicado.
Gostaria sim de que me esclarecessem uma dúvida, levantada pelas declarações da vossa mandatária e deputada na AR, Sónia Sanfona:
Ela afirmou que caso a lei fosse aprovada de que uma mãe poderia abortar até às 10 semanas, no entanto isso não queria dizer que depois deste prazo, qualquer situação de aborto que fosse realizado depois das 10 semanas, e que não se enquadrasse com a lei de 1984 já em vigor, os casos de aborto deveriam continuar a constituir crime. Se bem entendi, foi este o sentido das suas afirmações.
Agora eu pergunto: uma vez que a comunidade científica afirma quase por unanimidade que existe vida desde a concepção, como justificar, cientifica e legalmente que abortar (= a matar) até às 10 semanas não é crime para já o ser depois das 10 semanas? Em matéria legal, qual é o direito ou a lei que deixa de ser respeitada (e por isso é crime) depois das 10 semanas e não o é, por exemplo, às 9? Até às 10 semanas não julgamos as mulheres que abortem, para já depois deste prazo tudo continuar na mesma? Também eu não sou a favor da penalização das mulheres que abortem com a pena de prisão! Agora o que se quer fazer passar com esta lei não é que não julguemos as mulheres mas sim que elas, até às 10 semanas, façam o que bem entenderem com o seu bebé. É isto ou não é a proposta de lei do PS que este referendo quer fazer passar?
Com consideração e respeito na nossa diferença,
P. Filipe Resende

Etiquetas: ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home