quinta-feira, junho 29

ARMAS DE DESTRUIÇÃO DE MASSAS


«Num mundo inundado por armas ligeiras estima-se que um quarto dos quatro biliões de dólares proveniente da venda global de armamento é ilegal. Essas armas são fáceis de comprar, usar, transportar, esconder. A sua proliferação contínua piora conflitos, provoca ondas de refugiados, risca leis e expande uma cultura de violência e impunidade», denunciou Kofi Annan, secretário-geral da ONU, quando abria, a 26 de Junho, em Nova Iorque, a Conferência Mundial sobre o Comércio de Armamento. O evento reúne 2000 delegados de governos, ONG e da sociedade civil e termina a 7 de Julho.
A ONU calcula que haja 640 milhões de armas ligeiras em circulação por todo o mundo, responsáveis por pelo menos 1000 vítimas por dia. «Estas armas podem ser ligeiras mas provocam a destruição de massas», alertou Annan.
A Coligação «Control Arms», uma rede de 600 ONG criada em 2003, entregou ao Secretário-geral da ONU uma foto-petição com os rostos de um milhão de cidadãos de 160 países exigindo um controlo mais rigoroso do comércio de armas.
Em Portugal, a Comissão Nacional Justiça e Paz está a animar uma campanha «Por uma sociedade segura e livre de armas». Depois de cinco sessões de audição pública, está a organizar um festival juvenil sobre o mesmo tema.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home