terça-feira, abril 17

Infelizmente... hipocrisias!

Infelizmente a hipócrisia bateu à porta!

Foi com sentimentos de horror que recebemos a notícia do assassínio de 33 estudantes numa escola nos EUA. Todas estas atrocidades devem ser condenadas. Toda a pessoa víctima de violência deve ser chorada.

PORÉM: salta-me a tampa ao pensar que, por exemplo no Iraque, morrem muitas mais pessoas diariamente, victimas de uma guerra estúpida e mal gerida pelos mesmos EUA, pelos mesmos políticos que hoje, marcaram presença nas homenagens às víctimas. Quantas pessoas mortas no DARFUR diariamente enquanto o mundo, e particularmente os EUA, ficam impávidos e serenos? Foram horas e horas de tempo de antena nas cadeias televisivas; foram lançadas para o ar reacções estupefactas e horrorizadas por causa desta atrocidade na escola. Porque que é que não é dada a mesma cobertura e informação nos media internacionais destas situações que se arrastam há anos? Porque é que o mundo diante desta situação entra em estado de choque e, depois, diante do genocídio no Sudão, das atrocidades no Iraque e no Uganda (só para mencionar alguns) lhes passa completamente ao lado?

O ser humano é de facto muito hipócrita!

Etiquetas: , , ,

2 Comments:

At 18 abril, 2007 09:03, Blogger Maria João said...

De facto, parece que há os filhos do Ocidente dito evoluído e os do outro mundo à parte...

Quando é que vemos que somos todos filhos de Deus?

 
At 18 abril, 2007 09:04, Blogger Luis Carlos said...

Olá Filipe,

É a primeira vez que comento no teu blog.

Concordo com o conteudo do post, realmente parece que um americano vale mais que outros cidadãos de outros países.

Aquele país ainda vive numa mentalidade de "dispara primeiro e pergunta depois", pensava-se que o faroeste tinha acabado, mas não, pois continua bem vivo, e é este país que quer obrigar todos os países do mundo a usar a democracia, e que se faz porta-estandarte da paz, dos direitos humanos e de ser uma nação amada por Deus. "So help me God".

Até já,
Luís Carlos

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home