sexta-feira, abril 25

Combonianos: cinquenta anos a frutificar na Maia

"A nossa meta é partir!"

A árvore Comboniana está lançada e quer continuar a frutificar. Neste contexto, o Seminário Comboniano da Maia está a celebrar os cinquenta anos de presença naquela cidade do norte do país, mas com "os olhos no futuro".
Em declarações à Agência ECCLESIA, o Pe. Claudino Ferreira Gomes realça que a "animação missionária deverá ter as formas clássicas de ser missionário, mas também novas formas". E exemplifica: "as novas tecnologias, a evangelização através da Internet e os meios digitais".
Aberta em Outubro de 1958, a comunidade da Maia serviu inicialmente para ser "estudantado de Filosofia dos alunos que vinham de Famalicão". As duas casas estavam interligadas no processo educativo.
A finalidade da casa evolui com os anos. Passou de filosofado para Seminário Menor. "Chegaram a estar aqui 140 seminaristas que iam às aulas no Liceu da Maia" - frisou este missionário Comboniano. Posteriormente, constitui-se o Seminário em Família.
A casa dos filhos de Daniel Comboni na cidade da diocese do Porto foi também Centro de Aspirantes a Irmãos. Na altura construíram-se oficinas de carpintaria, electricidade e mecânica.
Se as missões eram um destino para a evangelização, os vizinhos da Igreja local não foram esquecidos. A Revista «Além-Mar» de Dezembro de 1958 fala na "relação muito fraterna com a Igreja local" - adiantou o Pe. Claudino Gomes. Desde o início que os missionários têm uma "colaboração criativa com as paróquias". E esclarece: "foi um padre Comboniano que fundou os escuteiros na Maia e outro fundou um grupo coral numa paróquia vizinha".
A animação missionária nas paróquias do Porto esteve sempre presente. "Difundir a solicitude apostólica e missionária nas comunidades católicas para que surjam vocações para a Missão" - disse o missionário Comboniano.
Ao olhar para estes cinquenta anos de vida naquela cidade, o Pe. Claudino Gomes salienta que "temos uma rede com milhares de colaboradores e amigos". Para que a animação missionária "possa dar frutos tem que se desclericalizar". "Todos deverão ser protagonistas e responsáveis" - sublinha.

Programa das celebrações 50 anos na Maia
Integrado nas comemorações desta efeméride Comboniana, realizar-se-á hoje (24 de Abril) um colóquio sobre "A missão cristã num mundo globalizado". O programa celebrativo prevê também a intensificação da animação missionária, a abertura do Centro Vocacional Juvenil e o trabalho com os leigos, assim como momentos artísticos e culturais.

Dia 24 de Abril, 21.30h: Colóquio sobre "A missão cristã num mundo globalizado", no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Tem como moderador o Pe. Rui Osório e conta com a participação do Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, do Prof. da Universidade Católica do Porto, Arlindo Cunha e do Director das Revistas Além-Mar e Audácia, Pe. Manuel Augusto Ferreira.
Dia 26 de Abril, 21.30h: Espectáculo musical no grande auditório do Forum da Maia. Conta com as actuações dos Pequenos Cantores da Maia, do orfeão Municipal da Maia, da Orquestra do Conservatório de Música da Maia e do Pianista Pedro Gomes.
Continua aberta até dia 4 de Maio a exposição Missionária, nas galerias do Forum da Maia.

Publicado em :Ecclesia

Etiquetas: , , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home